+55 (51) 3061.0877

bliss@blissestrategia.com.br

Continue conectado

Post do blog

INVESTIMENTO, CUSTO e DESPERDÍCIO: para onde estão indo seus RECURSOS?

9 maio 2019 | in Artigo | by Suzana Bierhals

Os empreendedores já sabem que há uma grande diferença entre custo e investimento. Os fatores que apontam se você está jogando recursos no lixo, ou dando um grande passo para a sua companhia, podem ser encontrados em uma análise rápida do seu negócio. Em boa parte das companhias, um planejamento de metas é criado anualmente, revisto, pelo menos, a cada trimestre, e acompanhado diariamente por todos que fazem parte da companhia e ajudarão a conquistar o resultado esperado. “Essa visão a curto, médio e longo prazo contribui para que os colaboradores e a gestão da empresa percebam os parafusos soltos, ou gaps de planejamento, que certamente prejudicarão o desempenho da empresa, e tomem alguma iniciativa em relação a isso”, explica a CEO da Bliss Estratégia, Suzana Bierhals.

A cultura da produtividade pode ser implantada aos poucos. Não é uma missão tão fácil, mas, um primeiro passo pode representar muito para os seus negócios. Chegou a hora de descobrir e separar investimentos, custos e desperdícios.

Investimentos

O investimento proporcionará resultados que elevarão o nível de serviço ou atendimento da empresa. Seu suporte está sobrecarregado, os clientes começaram a reclamar, a avaliação do atendimento e da sua empresa cai: acho que sabemos em qual setor é preciso investir, correto?

Seja a adoção de um software para automatizar parte de um processo, a contratação de um novo colaborador para dividir a demanda de trabalho ou a terceirização de alguma fonte, um investimento sempre promoverá uma entrega superior em qualidade para seus clientes. Serve para qualquer área e modelo de negócio.

Custos

Custos fazem parte do dia a dia de todos nós. Precisamos administrar os recursos e obter o mínimo de oneração possível dessa fonte. Os custos com luz, água e internet, por exemplo, podem ser reduzidos, ainda que andem ao nosso lado até que fechemos as portas dos nossos negócios.

A contratação de serviços de manutenção normalmente também entram nesse grupo, porém, há uma diferença entre as contratações que estão aqui e as que aparecerão no grupo de desperdícios. Custos fundamentais para a empresa são passíveis de entendimento: você não pode ficar sem a sua impressora principal ou a licença do software do seu único designer. Custos demandam recursos, mas não há como viver sem eles.

Desperdícios

Não foi por acaso que relacionamos o planejamento, as metas e a cultura de produtividade no início deste texto. Se todos entenderem o que a companhia necessita para atuar de forma saudável, sempre que um desperdício ficar saliente, ele será percebido.

Um desperdício de recursos pode ser representado pela contratação de mais um designer, quando o que você precisa é de mais um redator. A compra de computadores de última geração, quando os seus ainda estão funcionando e, na verdade, a produtividade está baixa por conta da alta demanda de tarefas.

O lado bom do desperdício é que raramente ele passa despercebido. Você e seus colaboradores conviverão com ele e, cedo ou tarde, perceberão que há dinheiro parado ali. Quando isso acontecer, chegou a hora de agir.

Esteja atento ao que o ambiente demonstra. Conquistar sucesso para o seu negócio vai além de planejar, mas, principalmente, preparar o seu olhar para as mudanças que aparecerão no meio do caminho e investir energia onde o retorno será garantido.